História do Santuário de Santo Antônio

    O SANTUÁRIO de SANTO ANTÔNIO, idealizado pelo Religioso Pavoniano Padre Mateus Panizza - (1900-2001) - é Templo Votivo da Paróquia de Santo Antônio, em Vitória, Espírito Santo - (Brasil). Paróquia que foi criada e instalada na então Diocese do Espírito Santo, aos 26 de maio de 1951, sendo Bispo Diocesano Dom LUlZ SCORTEGAGNA.

    A partir de 1956, o novo Bispo, Dom José Joaquim Gonçalves, sucessor de Dom Luiz Scortegagna, incumbiu aos Religiosos Pavonianos a tarefa de construir um Santuário a ser dedicado a Santo Antônio, por duas objetivas razões: a igreja paroquial, por seu pequeno porte, não mais continha o fluxo de fiéis atraídos pelo dinamismo pastoral e social do trabalho dos religiosos pavonianos; o Santuário projetar-se-ia como Templo de maiores dimensões em memória a Santo Antônio de Lisboa e Pádua que, para a circunstância, se tornaria Padroeiro da Cidade, junto à Nossa Senhora da Vitória.

     Aos 9 de dezembro de 1956, numa tarde chuvosa de Domingo, o povo da Cidade, movido pela fé, trouxe, em procissão, desde a Catedral de Vitória, a imagem de Nossa Senhora da Vitória, percorrendo aproximadamente 3 quilômetros até a Colina, onde anos depois, foi erguido o Grande Santuário, encontrando-se, antes, no percurso, já em território da Paróquia, com a imagem de Santo Antônio, e ambos já declarados padroeiros da Cidade protagonizaram com o povo de fiéis, a BÊNÇÃO e LANÇAMENTO da PEDRA FUNDAMENTAL do SANTUÁRIO de SANTO ANTÔNIO, naquela mesma tarde, junto aos Religiosos Pavonianos e o Sr. Bispo Diocesano.

    Por quê  Padroeiros da Cidade,  Nossa Senhora da VITÓRIA e SANTO ANTÔNIO? 

    Entre 1535 e 1551, época da Colonização do Solo Espírito Santense, a Ilha de Vitória foi denominada Vila Nova e  em seguida chamou-se Vila ou Ilha de Santo Antônio, para somente a 8 de setembro de 1551 chamar-se Vitória, em virtude de o Dia de Nossa Senhora das Vitórias ser, tradicionalmente, celebrado em Portugal em mesma data, invocada, todavia, por circunstâncias históricas de lutas e massacres contra os indígenas não ainda clarificadas, porquanto potencializadas na fiel devoção à Mãe de Jesus.

    O Bispo Diocesano Dom José Joaquim Gonçalves, viu por bem então declarar por estes dados evocativos de devoção cristã popular, sob os auspícios do Papa Pio XII, Padroeiros da Cidade  Nossa Senhora da Vitória e Santo Antônio, exatamente na data de Lançamento da Pedra Fundamental do Templo aqui referido. 

     Com a BÊNÇÃO e LANÇAMENTO da PEDRA FUNDAMENTAL do SANTUÁRIO DE SANTO ANTÔNIO - 9 de dezembro de 1956 -  deu-se inicio à Construção do SANTUÁRIO que, 15 Anos depois - Maio de 1971 - foi inaugurado oficialmente por Dom João Baptista da Morta e Albuquerque, Arcebispo de Vitória do Espírito Santo, mesmo que por volta do ano de 1967 a construção já imponente apresentava-se satisfatoriamente concluída. 

    Com acuradas pesquisas e estudos,"optou-se por escolher, como modelo para a nova Igreja-Santuário, o Templo de Nossa Senhora da Consolação, de Todi Itália. Obra projetada pelos melhores arquitetos do século XVI, inclusive Bramante, esse Templo, na Itália, apresenta-se na forma de cruz grega e seu formato arquitetônico realça as características mais puras do renascimento italiano. "  Tal é o estilo do SANTUÁRIO de SANTO ANTÔNIO.

    Sob a responsabilidade do arquiteto Estanislau Zasbruen e a coordenação do mestre de obras Sr.Benedicto Rosalém, o Vigário da Paróquia, Padre Mateus Panizza, mobilizou a população católica do bairro de Santo Antônio e devotos do santo em todas as partes da Cidade, articulando mutirões e lutando por captação de recursos e doações para a construção do Templo. 

    " O estilo arquitetônico do Santuário, feito de colunas, arcos de concreto, tijolos e argamassa é um dos raros e bem sucedidos monumentos religiosos de arquitetura renascentista européia existentes no Brasil. A gigantesca cúpula central e as quatro semi-cúpulas que lhe fazem coroa, dão ao conjunto arquitetônico uma extraordinária harmonia, destacada ainda pelo ambiente e  panorama que o circundam. ". 

    O Templo é Sede da Paróquia que desenvolve atividades pastorais e ação social de promoção humana e missão evangelizadora, bem como espaço e lugar de acolhida, devoção cristã, religiosidade popular sadia com freqüentes fluxos de romeiros provindos de regiões próximas, além de turistas de diferentes procedências, conotando características próprias de Santuário.

    O SANTUÁRIO de SANTO ANTÔNIO ocupa uma área de 575 m2 e perímetro de 103,37m, com capacidade para 656 pessoas sentadas e 1.466 pessoas em pé, totalizando 2.089 fiéis em eventos e celebrações religiosas principais ao longo do ano. Altura do Templo: 37,74m

Padre Roberto Camillato

Pároco